terça-feira, 5 de setembro de 2017

O recomeço...


Dizia um amigo brasileiro, recentemente a morar em Lisboa, que ainda não entende bem esta coisa de nós termos dois "começos de ano", já que lá a passagem do ano coincide com o final do Verão e como tal, com o inicio do ano em toda a sua plenitude. Mas por cá é inegável que depois da "silly season" alguns de nós ainda sintam mais esta altura do ano como uma folha em branco. 

No dia 31 de Dezembro de 2016, em plena festa de réveillon, dez minutos passados da meia noite estava eu a estatelar-me no chão a caminho da casa de banho e a pensar, "um ano que começa assim, não pode correr bem..." mas chegada ao pé do meu marido ele deu-me a versão otimista da queda: "Pensa, não que começas-te o ano a cair, mas sim, que o começaste a levantar-te". A verdade é que este ano tem corrido muito bem, e tem sido efetivamente um ano de superações. 

Neste que é o recomeço do ano, com reuniões feitas na semana passada e tudo estruturado para o regresso ao trabalho ontem, segunda-feira, dia 4 de Setembro, apanho uma virose e fiquei sem conseguir fazer nada. De cama, com febre, cheia de dores, a vomitar... fiquei chateada porque mais não consegui do que responder a mensagens urgentes. Mas depois lembrei-me da queda da passagem de ano e perguntei-me se esta virose não seria auspiciosa de um resto do ano em grande. 

Vamos acreditar que sim!

E por aí? Tudo preparado para voltar à rotina?


No ano passado o regresso foi assim

Sem comentários:

Enviar um comentário